Seção de Concursos
Seção de Concursos
Seção de Concursos
Normas Gerais – Prof. Doutor – Norma

Processo Seletivo para Contratação de Professor Temporário (Resoluções 5872/2010 e 6060/2012)

Processo Seletivo – Realizado em 1 (uma) Fase

Provas e Pesos:

  • Escrita, Peso 4: divulgação da lista de pontos com 24 horas de antecedência. Sorteio do ponto e início da Prova com duração de 5 horas, sendo 1 hora inicial de consulta e 4 horas de prova. Leitura pública da prova escrita pelo candidato.
  • Didática ou Habilidade Especifica, Peso 6:
    • Didática – aula em nível de graduação, com sorteio do ponto com 24 horas de antecedência.
    • ou Habilidade especifica – com formato constante do Edital do Processo Seletivo, conforme o estabelecido pelo Departamento e aprovado pelo CTA.

 

I – Instalação dos trabalhos do Processo Seletivo

  1. Na data e local fixado no Edital do Processo Seletivo a Comissão de Seleção será instalada e verificada a presença dos candidatos inscritos.
  2. O não comparecimento do candidato na hora e local previsto no Edital, implicará automaticamente na desistência e eliminação do certame.
  3. Logo após a instalação dos trabalhos, a Comissão de Seleção estabelecerá o cronograma do certame. Não havendo discordância, os candidatos e os membros da Comissão de Seleção deverão assinar o cronograma.

 

II – Prova Escrita – Duração 5 horas (1 h. de consulta e 4 h. de prova)

Da divulgação da lista de pontos.

  1. Caberá à Comissão de Seleção a elaboração da lista de dez pontos da Prova Escrita com base no programa do Processo Seletivo constante do Edital.
  2. Os candidatos tomarão ciência da lista de dez pontos da prova escrita com 24 horas de antecedência. Não havendo discordância, os candidatos e os membros da Comissão de Seleção deverão assinar a lista de pontos da prova escrita.
  3. O candidato poderá propor a substituição de pontos, imediatamente após tomar conhecimento de seus enunciados, se entender que não pertencem ao programa do processo seletivo, cabendo à Comissão de Seleção decidir, de plano, sobre a procedência da alegação.

 

Da Prova:

  1. Na hora fixada pelo cronograma, será realizado o sorteio do ponto. A seguir, será iniciada a cronometragem das 5 horas de duração da prova, sendo a 1a. hora destinada a consulta ao material bibliográfico que o candidato tenha trazido, exceto material eletrônico. As anotações serão feitas nas folhas de rascunho rubricados pela Banca.
  2. Encerrado o período de 1 hora para consulta e iniciado o período de 4 horas da prova, o material de consulta deverá ser recolhido e guardado. As anotações efetuadas durante o período de consulta poderão ser utilizadas no decorrer da prova, devendo ser feitas em papel rubricado pela Comissão e anexadas ao texto final.
  3. Encerrado o período de 4 horas para elaboração do texto final, a prova será lida em sessão pública pelo candidato. A prova deverá ser reproduzida em cópias que serão entregues aos membros da Comissão de Seleção para acompanhamento da leitura.
  4. Após a leitura das provas, a Banca deverá reunir-se para avaliação e emissão das notas aos candidatos.

 

III – Prova Didática ou Habilidade Específica

i) Didática:

  • Aula em nível de graduação.
  • A Comissão de Seleção, com base no programa do concurso, organizará uma lista de dez pontos, da qual os candidatos tomarão conhecimento, imediatamente antes do sorteio do ponto.
  • O sorteio do ponto será feito 24 horas antes da realização da prova didática.
  • Se o número de candidatos o exigir, eles serão divididos em grupos de no máximo três, observada a ordem de inscrição, para fins de sorteio e realização da prova.
  • Duração da Prova: mínimo de 40 e máximo de 60 minutos cronometrado.

 

ii) Habilidade Específica: A prova deverá ser realizada de acordo com o formato determinado pelo Departamento e aprovado pelo CTA. O “modus faciendi” deverá constar do Edital do Processo Seletivo.

 

IV – Da habilitação e indicação do candidato à vaga

  • Será considerado habilitado o candidato que obtiver média igual ou acima de 7 (sete), pela maioria dos examinadores.
  • Caberá à Comissão de Seleção, a indicação do nome para a vaga em concurso, entre os candidatos habilitados.
  • A indicação do candidato à vaga será por maioria dos membros da Comissão de Seleção e deverá refletir as médias finais emitidas por cada um dos examinadores.
  • Em caso de empate nas indicações, serão aplicados os seguintes critérios de desempate, pela ordem:
  1. Nota obtida na Prova Didática / Habilidade;
  2. Média global;
  3. Maior Título Universitário;
  4. Tempo de obtenção do maior título universitário.

 

V – Comissão de Seleção

A Comissão de Seleção será indicada pelo Conselho Técnico-Administrativo (CTA) do ICB, por proposta do Conselho do Departamento sede do Processo Seletivo:

  • 1 (um) Professor, com titulação mínima de Doutor, pertencente ao quadro ativo do Departamento sede do Processo Seletivo;
  • 2 (dois) Professores, com titulação mínima de Doutor, estranhos ao Departamento sede do Processo Seletivo, pertencentes ao quadro docente do ICB.

 

 VI – Aceitação das inscrições e composição da Comissão de Seleção

Caberá ao CTA/ICB, a aceitação formal das inscrições dos candidatos ao Processo Seletivo.

A aceitação das inscrições e a composição da comissão de seleção serão publicadas no Diário Oficial do Estado de São Paulo, conforme exigência da legislação vigente.

 

VII – Relatório Final da Comissão de Seleção

O relatório final da Comissão de Seleção contendo a indicação do candidato a vaga em concurso deverá ser homologado pelo CTA.

Seção de Concursos, ICB-USP