Seção de Concursos
Seção de Concursos
Seção de Concursos
Normas Gerais – Prof. Doutor – Programa – Parasitologia

Programa da Disciplina BMP-3900 – Protozoologia e Helmintologia

Aprovado pela Congregação na sessão 251ª de 14 de março de 2003


  1. Protoozes intestinais e cavitárias. Agente etiológico. Diagnóstico. Patogenia. Relação parasita-hospedeiro. Epidemiologia. Tratamento.
  2. Tripanossomíase americana. Agente etiológico. Diagnóstico. Patogenia. Relação parasita-hospedeiro. Epidemiologia. Tratamento.
  3. Leishmanioses. Agente etiológico. Diagnóstico. Patogenia. Relação parasita-hospedeiro. Epidemiologia. Tratamento.
  4. Malária humana. Agente etiológico. Diagnóstico. Patogenia. Relação parasita-hospedeiro. Epidemiologia. Tratamento.
  5. Toxoplasmose. Agente etiológico. Diagnóstico. Patogenia. Relação parasita-hospedeiro. Epidemiologia. Tratamento.
  6. Possibilidades e perspectivas de controle das protozooses humanas.
  7. Esquistossomose mansônica. Agente etiológico. Diagnóstico. Patogenia. Relação parasita-hospedeiro. Epidemiologia. Tratamento.
  8. Cestóides de importância médica, endêmicos no brasil.
  9. Neomatóides de importância médica no Brasil, transmitidos por ovos com larvas.
  10. Neumatóides de importância médica no Brasil, transmitidos por larvas.
  11. Artrópodos envolvidos na transmissão de protozoários e helmintos patogênicos para o homem. Características biológicas, distribuição geográfica e controle. Artropodos como agentes causadores de doenças.

 

Bibliografia Básica

  • Rey, L. (2002) – Parasitologia – Parasitoses e doenças parasitárias do Homem nas Américas e na África – 3a. ed. Guanabara Koogan.
  • Roberts, L.S.Z. Janovy, J.Jr. (2000) – Foundations of Parasitology – 6a. ed. Wm. C. Brown Publishers.

 

Programa da Disciplina da Disciplina BMP-3902 – Artropodologia

Aprovado pela Congregação, na Sessão 224a. de 17 de setembro de 1999

  1. Organização geral, nutrição e metabolismo.
  2. Sistemas de relação e comportamento, reprodução, crescimento e desenvolvimento.
  3. Adaptações fisiológicas dos artrópodes ao hematofagismo: estratégias de procura do hospedeiro e do sangue, equilíbrio hídrico e digestão, barreiras aos parasitos.
  4. Hemípteros – triatomídeos e percevejos: ciclo biológico, agentes transmitidos para o homem, controle.
  5. Dípteros Nematóceros – psicodídeos, simulídeos e ceratopogonídeos: ciclo biológico, agentes transmitidos para o homem, controle.
  6. Dípteros Nematóceros – anofelinos e culicídeos: ciclo biológico, agentes transmitidos para o homem, controle.
  7. Dípteros Ciclorrafos – moscas produtoras de miíases humanas: ciclo biológico, patogenia e sintomatologia, agentes transmitidos para o homem e controle.
  8. Anopluros – piolhos do homem: ciclo biológico, patogenia e sintomatologia, agentes transmitidos, profilaxia e controle.
  9. Acari – carrapatos: organização e fisiologia, ciclo biológico, agentes transmitidos para o homem, controle.
  10. Acari: ácaros da escabiose e de outras dermatoses e alergias respiratórias do homem: ciclo biológico, profilaxia e controle.
  11. Métodos de controle de insetos: biológico, químico e integrado.
  12. Interação Vetor-parasito, estudos de modelos: plasmódio/díptero, tripanossoma/hemíptero-díptero, leishmania/díptero, filária/díptero.

 

Bibliografia Básica:

  • The biology of disease vectors. Beaty, Barry J. and Marquardt, William C. Colorado, University Press of Colorado, 1996. 632p.
  • Parasitologia. Rey L. 2a ed. Rio de Janeiro, Guanabara Koogan, 1991.731p.
Seção de Concursos, ICB-USP