Seção de Concursos
Seção de Concursos
Seção de Concursos
Normas Gerais – Titular – Norma

Regimento do Instituto de Ciências Biomédicas

  • O concurso para provimento de cargo de Professor Titular consta de:
  1. julgamento de títulos – peso 6
  2. prova pública oral de erudição – peso 2
  3. prova pública de argüição – peso 2

 

I. Julgamento do Memorial

Baseado no conjunto de atividades dos candidatos, que poderão compreender:

  1. produção científica, literária, filosófica ou artística;
  2. atividade didática universitária;
  3. atividades profissionais, ou outras, quando for o caso;
  4. atividade de formação e orientação de discípulos;
  5. atividades relacionadas à prestação de serviços à comunidade;
  6. diplomas e dignidades universitárias.
  • A Comissão Julgadora considerará, de preferência, as atividades desempenhadas nos cinco anos anteriores à inscrição.

 

II. Prova pública oral de erudição

  1. deverá ser realizada de acordo com o programa publicado no edital.
  2. compete à comissão julgadora decidir se o tema escolhido pelo candidato é pertinente ao programa.
  3. o candidato, em sua exposição, não poderá exceder a sessenta minutos.
  4. ao final da apresentação, cada membro da comissão poderá solicitar esclarecimentos ao candidato, não podendo o tempo máximo, entre perguntas e respostas superar sessenta minutos.

 

  • Julgamento do concurso de Professor Titular
  1. a nota da prova de erudição será atribuída após concluído o exame das provas de todos os candidatos.
  2. a nota da prova de argüição será atribuída após o exame das provas de todos os candidatos.
  3. o julgamento do memorial será expresso mediante nota global nos termos do artigo 171 e cada examinador elaborará parecer escrito circunstanciado sobre os títulos de cada candidato.

 

  • A comissão julgadora elaborará o cronograma das provas, dando ciência aos candidatos.
  • As notas variarão de 0 a 10, podendo ser aproximadas até a primeira casa decimal.
  • Ao término da apreciação das provas, cada examinador atribuirá, a cada candidato, uma nota final que será a média ponderada das notas parciais por ele conferidas.
  • cada examinador fará a classificação, segundo as notas finais por ele conferidas, e indicará o candidato para preenchimento da vaga existente.
  • Findo o julgamento, a comissão julgadora elaborará relatório circunstanciado, justificando a indicação feita.
  • Poderão ser acrescentados ao relatório da comissão julgadora, relatórios individuais de seus membros.
  • O resultado do concurso será imediatamente proclamado pela comissão julgadora, em sessão pública.
  • Serão considerados habilitados os candidatos que obtiverem, da maioria dos examinadores, nota final mínima sete.
  • Será proposto para nomeação o candidato que obtiver maior número de indicações da comissão julgadora.
  • O relatório da comissão julgadora deverá ser apreciado pela Congregação, para fins de homologação, após o exame formal, no prazo máximo de sessenta dias.
  • O empate nas indicações será decidido pela Congregação.
  • A decisão da Congregação e o relatório da comissão julgadora deverão ser publicados no prazo de cinco dias úteis.
  • A Unidade encaminhará ao Reitor a proposta de nomeação do candidato indicado, nos dez dias subseqüentes à homologação do concurso.
  • A presidência da comissão julgadora caberá ao professor titular, em exercício na Unidade, indicado pela Congregação (artigo 189 de Regimento Geral da USP).
Seção de Concursos, ICB-USP